Seguidores

quinta-feira, 23 de junho de 2011

FÉ EM ÉPOCA DE CRISE



A maravilhosa segurança da fé cristã é que ela foi concebida com um objetivo específico: vencer as tempestades desta vida e dar-nos a certeza da vida vindoura, nos céus. A mensagem de Cristo proclama que os dias deste mundo estão contados. Todos os cemitérios testificam que isto é uma verdade. Nossos dias neste planeta estão contados. Dizem as Escrituras que a vida é apenas um vapor que aparece durante um momento e depois se desva­nece. Nossa vida assemelha-se à erva que murcha, e à flor que fenece. Entretanto, para as pessoas cuja esperança está em Cristo, sabemos que a vitória nos aguarda. O profeta Isaías, numa daque­las maravilhosas passagens que profetizam a vinda de Cristo, assim escreveu:
Mas, os que esperam no Senhor renovarão as suas for­ças. Subirão com asas como águias; correrão e não se cansarão, caminharão e não se fatigarão (Isaías 40:31).
Esta é a esperança de todos os crentes.
Todavia, há outro sentido segundo o qual o sistema mundial chegará ao fim: o mundo propriamente dito acabará. Um dia, em breve, chegará o fim da história. Isto não significa o fim da vida, mas o fim de um mundo que tem sido dominado pela cobiça, pelo mal, pela injustiça. O fato de que a Bíblia fala com tanta insistência acerca do fim do mundo indica que Deus deseja que encontremos segurança no Senhor.
O Apocalipse de João e o ensino de Cristo no livro de Mateus dizem-nos que o atual sistema mundial passará, ao chegar a um final dramático. Essas mensagens também nos dizem que Jesus Cristo voltará, e que ele estabelecerá seu reino de justiça e equida­de social em que jamais penetrarão o ódio, a cobiça, a inveja, a guerra e a morte. O próprio Jesus nos prometeu o fim da presente era, o fim do sistema mundial atual, e o estabelecimento de uma nova ordem a que deu o nome de reino de Deus.
Jesus utilizou imagens de grande força dramática, sem apelar, entretanto, para meras fantasias. Assim se dirigiu o Senhor a seus seguidores: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim" (João 14:6), pois ele era a verdade — a veracidade — personificada. Jesus deu indicações de que quando determinadas coisas acontecessem, poderíamos ter certeza de que o fim estaria próximo. Disse o Senhor: "Hipócritas, sabeis inter­pretar a face do céu, e não conheceis os sinais dos tempos?" O Senhor ensinou que somente as pessoas que têm iluminação espiritual e discernimento do Espírito Santo podem ter a esperan­ça de compreender as tendências e o significado da história.
Dá-nos a Bíblia indicações seguras de que determinadas con­dições prevalecerão pouco antes do fim do mundo. Por exemplo, o profeta Daniel disse:"... até o fim do tempo... o conhecimento se multiplicará" (Daniel 12:4). Hoje, há mais conhecimentos a respei­to de tudo do que em qualquer outra época da história. Li recen­temente que noventa por cento de todos os cientistas e engenhei­ros que já existiram estão vivos hoje. Nossas escolas secundárias, nossos colégios e faculdades despejam anualmente quatro mi­lhões de formandos na vida prática.
Entretanto, embora nossos jovens estejam obtendo conheci­mento, nem sempre estão obtendo sabedoria a fim de utilizar bem tudo que aprenderam. Em todas as áreas da vida há pessoas perecendo, sofrendo de neuroses e de problemas psicológicos numa escala nunca antes conhecida. Nossa cabeça está cheia de conhecimentos, mas estamos confusos, perturbados, frustrados, e precisando desesperadamente de um bom ancoradouro moral.

Fonte: Tempestade à Vista ( Billy Graham)

Nenhum comentário:

Postar um comentário