Seguidores

domingo, 17 de abril de 2011

Os benefícios da oração


 

A oração Produz poder

           
            Pelo modo como Deus nos criou, estamos sempre querendo saber a razão das coisas ou qual o benefício que nos trarão, para que nos sintamos motivados a realizá-las. E embora talvez não gostemos disso, não é fácil mudar essa nossa maneira de ser. Se tivéssemos percepção dos benefícios que a oração pode trazer, estaríamos orando muito.
            O incentivo opera com base no desejo. Para uma pessoa orar, ela precisa aprender a querer orar. Para chegarmos a orar da forma como a Bíblia determina que oremos, temos que cultivar um grande desejo de orar.
            E como se pode cultivar um forte desejo de orar? Precisamos enxergar claramente os benefícios temporais e eternos da oração.
Examinando a Bíblia, encontramos orações poderosas. Vemos Moisés, no seu ministério, um homem que tinha grande poder em oração. E possuía uma forte autoridade para falar não somente aos inimigos de Deus, mas também ao povo dele. Foi pela oração dele que o Egito foi assolado por pragas. Pela sua oração, o mar Vermelho se abriu diante de Israel. E como ele conseguiu esse poder na oração? Ele simplesmente cultivou uma vida de oração.
Josué foi outro que viu a mão de Deus operar poderosamente através dele e de seu ministério. Ele sabia qual era à vontade de Deus e suas estratégias para as batalhas. E foi assim que cidades fortificadas caíram diante de seu exército, um exército todo constituído de homens destreinados. Como Josué conseguiu tanto poder junto a Deus? Ele aprendera a orar. Enquanto Moisés estava no monte, ele passava a noite no sopé da montanha em oração também. E quando Moisés morreu, Deus já contava com um líder treinado, que estava familiarizado com a oração.
Davi também foi um homem dedicado à oração. Quando ele foi ungido rei de Israel, Saul ainda estaca no trono. Ele poderia ter-se desanimado pelo fato de apenas uns poucos o reconhecerem como rei, mas, pela oração, ele manteve sua confiança em Deus. E esperou que o Senhor o colocasse no trono de Israel. Era tão forte o seu relacionamento com Deus, que, numa ocasião em que tinha oportunidade de matar o rei Saul, não o fez. Após a morte deste, seu primeiro ato como rei foi trazer de volta a Arca da Aliança para seu lugar de direito, no centro de cultos de país. Quando analisamos o poder de Davi, na sua vida e governo, vemos que a fone desse poder era a prática da oração.
Elias atuou como profeta de Deus numa das piores épocas da história de Israel. Nessa ocasião, o povo tinha-se voltado para a adoração a Baal. E Elias orava com grande poder, desafiando os profetas de Baal. Sempre que lembramos a história de Elias, pensamos também no grande poder que ele possuía, mas precisamos descobrir qual a origem desse poder. Ele era um homem de oração. Passava horas seguidas em oração, e até mesmo dias. Foi por isso que, quando Elias foi arrebatado numa carruagem de fogo, em meio a um redemoinho, os filhos dos profetas foram procurá-lo no alto dos montes.
Contudo, nenhuma outra pessoa manifestou o poder de Deus, como Jesus Cristo, o Filho de Deus. Antes de iniciar seu ministério público, ele passou muitas horas em oração ao Pai. Sabemos que passava longos períodos a sós com o Pai.está aí a origem de seu poder. Ele não poderia fazer nada, a não ser que o Pai o revelasse a Ele.
Você está cansado das orações sem poder que saem de seus lábios? Está desejoso de que sua igreja inicie um poderoso ministério de oração para que seu bairro, cidade e estado conheçam o poder que há em sua igreja?  Se este é o seu desejo, e se você se dispuser a pagar qualquer preço, então prepare-se para ver Deus operar poderosamente, e modificar sua vida e ministério, introduzindo-o numa nova dimensão de oração.
Não há razão para que não ocorram milagres em nossas igrejas regularmente. Não há motivo para não haver pecadores sendo salvos pelo Espírito Santo. Ouvi contar certa vez sobre a passagem de Charles Finney pela pequena cidade de Houghton, no norte do estado de Nova Iorque. Uma cidadezinha comum, onde um dia, quando Finney passava por ali de trem, o Espírito Santo desceu sobre os não-convertidos. Alguns homens que estavam num bar, sentindo forte convicção de pecados operados pelo Espírito Santo, caíram de joelhos pedindo a Jesus Cristo que os salvasse. E se o Espírito Santo deu a Charles Finney um poder assim, será que não pode dar a nós também um ministério poderoso? Finney raramente falava sobre o segredo de seu poder. Entretanto, certo dia, um repórter resolveu vigiá-lo. Por fim, o jornalista teve que concluir que a origem do poder de Finney eram as longas horas que ele passava em oração.
Estou convencido de que aqui na Coréia estamos presenciando o início do avivamento que Deus nos prometeu. Embora toda a nação tenha conhecimento de que Deus está operando em nossa igreja, ainda não experimentamos o poder de Deus, como veremos futuramente, se permanecermos fiéis.
E o poder de Deus não se manifesta apenas em curas, libertação de espíritos malignos e conversões em massa. Ele pode ser visto também no “ céu aberto “ , que há sobre nosso país. O que quero dizer com isso ? Quando um país tem este “ céu aberto “,  existe liberdade espiritual para se pregar o evangelho. O nível da fé é bastante elevado, e não encontramos uma oposição maligna muito forte. Em alguns países, é difícil pregar, porque existe muita oposição maligna. As forças satânicas que se opõem ao evangelho são muito fortes, e não há muita fé. Isso cria dificuldades para nós que ministramos a Palavra de Deus.
Sinto muita facilidade para pregar na Coréia, mais do que em qualquer outro lugar. Quando exponho a Palavra de Deus, imediatamente os pecadores atendem ao apelo para a salvação. Por que temos esta atmosfera espiritual ? A resposta é a oração.
Mas a oração não gera apenas o poder global, mas também o poder individual. Em meu ministério pessoal, fé aprendi a depender sempre do Espírito Santo. Não é pela nossa força, ou poder pessoal que realizamos grandes coisas para Deus, mas, sim pelo poder do Espírito Santo. E na medida em que ia aprendendo a caminhar sempre na dependência do Espírito Santo, via o poder de Deus. Como eu poderia pastorear uma igreja de quase 400.000 membros. e ainda fazer viagens a diversos lugares do mundo, quase que mensalmente, realizando conferencias sobre o desenvolvimento da igreja? Como poderia ter tempo para um programa de televisão que vai ao ar em três continentes? A resposta é o poder que me vem do Espírito Santo, já que dediquei minha vida à oração.
Constantemente as pessoas vêm ao meu gabinete para que orarmos por elas. Tenho visto aleijados caminharem, cegos enxergarem e paralíticos saltarem de sua cadeira de rodas pelo poder de Deus. Será que tenho alguma coisa de especial? Disse na introdução deste livro que Deus não tem predileção por nenhum filho. Todos nós podemos ter poder através da oração, se nos dispusermos a pagar o preço.
Mas precisamos mudar de atitude, se quisermos ter esse tipo de poder espiritual. No evangelho de Mateus, Jesus faz uma declaração revolucionária com relação à atitude necessária para e gerar poder espiritual. Algumas pessoas foram falar com ele a respeito de João Batista, depois que este fora preso. Jesus falou da posição peculiar de João em seu reino quando disse: “ Em verdade vos digo: Entre os nascidos de mulher, ninguém apareceu maior que João Batista;mas o menor no reino dos céus é maior do que ele.”( Mateus 11.11.). Como um filho de Deus, que pertence ao reino dos céus, pode tornar-se maior que João Batista? No verso seguinte ele revela qual deve ser a atitude certa para se cultivar poder espiritual: “ Desde os dias de João Batista até agora o reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele.” (Mateus 11.12.).
É preciso esforço, instância na oração para que se tenha o poder de Deus. Essa instância se evidenciará na disciplina pois obter poder pela oração é coisa que exige tempo. Por isso, temos que estabelecer prioridades no uso de nosso tempo. As coisas como que se aglomeram ao nosso redor impedindo-nos de dedicar à oração o tempo necessário para o cultivo do poder espiritual. Mas se tivermos a atitude certa, pela graça de Deus poderemos obter esse prêmio: orar com poder.

david Paul Yonggi Chu


Nenhum comentário:

Postar um comentário